25/01/2017 15h16

9 dicas para economizar com o ar-condicionado e não levar um susto na conta de luz

Manter o aparelho limpo e pesquisar antes da compra ajudam a poupar no final do mês

Camilla Pereira E-mailGoogle+TwitterFacebook

Imagens: Reprodução

Na terra de Forno Alegre, tornam-se reis e rainhas os donos de ares-condicionados. Mas atenção: o aparelho queridinho especialmente no verão pode fazer com que a fatura da conta de luz aumente bastante: de acordo com a RGE, ele pode ser responsável por até 18% do consumo de energia de um cliente residencial, superando lâmpadas, televisões e até chuveiros. 

Para não levar um susto com a conta de luz nestes meses mais quentes, confira as dicas do gerente do programa de Eficiência Energética do grupo CPFL Energia, Luiz Carlos Lopes Junior, para economizar no uso do ar-condicionado, do momento da compra ao uso diário: 

1. Calcule a potência necessária para o ambiente: fabricantes aconselham multiplicar 600 BTU por metro quadrado do ambiente a ser refrigerado, adicionando 600 BTU a cada pessoa que usará o local. Por exemplo: em um quarto de 15 metros quadrados, calcula-se 600 x 15 = 9 mil. Se for um quarto de casal, adiciona-se 600 x 2 (cada pessoa), então seriam, no mínimo, 10,200 BTU. Para não levar um susto com a conta de luz nestes meses mais quentes, confira as dicas do gerente do programa de Eficiência Energética do grupo CPFL Energia, Luiz Carlos Lopes Junior, para economizar no uso do ar-condicionado, do momento da compra ao uso diário: 

2. Opte por aparelhos com a tecnologia Inverter, que gasta menos energia porque o compressor não é desligado. Por não gerar picos de energia, pode gastar até 40% menos de energia do que um aparelho normal. 

3. Contrate um eletricista antes: é importante ter certeza se a instalação do ambiente está apta a receber um ar-condicionado. Por isso, solicite a avaliação da fiação interna.

4. Antes de se comprometer, pesquise: o ideal é priorizar modelos que tenham o selo A, que sinaliza aparelhos mais econômicos e eficientes no consumo de energia. No site do Inmetro, na seção Tabelas de Eficiência Energética, é possível comparar os modelos conforme a marca.

5. Ao instalar, procure os ambientes mais frescos da casa e leve em consideração a presença de computadores, geladeiras, projetores ou televisões. Será necessária mais potência para impedir o superaquecimento dos aparelhos.

6. Mais luz, mais calor: quanto mais fontes de calor, mais se exige do aparelho e mais se gasta na conta da energia elétrica. Lâmpadas podem elevar a temperatura de um cômodo em até 5º C. Opte por lâmpadas de led, que não geram calor. 

7. Não se esqueça da limpeza: todos os aparelhos pedem manutenção periódica e limpeza para funcionarem corretamente. 

8. Casa fechada, casa gelada: para evitar a troca rápida de calor com o ambiente externo, feche as janelas e portas do ambiente.

9. Hora marcada: a maioria dos aparelhos que são comercializados atualmente tem função Timer. Programe o desligamento automático durante a madrugada, para economizar energia. Com o amanhecer, o ambiente passa por um resfriamento natural.  


Média: 9 dicas para economizar com o ar-condicionado e não levar um susto na conta de luz     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Econômia & Negócios

0 Comentários