10/11/2015 08h19

Após luta da FETEMS candidatos terão acesso a prova e poderão entrar com novo recurso

Assessoria de Comunicação FETEMS

Imagens: Assessoria de Comunicação FETEMS

Durante debate que aconteceu na sede da FETEMS, na tarde desta segunda-feira (9), com mais de 400 trabalhadores em educação de MS, entre sindicalistas, professores, especialistas em educação e administrativos, que fizeram a avaliação de certificação para diretores da Rede Estadual de Ensino, no último dia 4 de outubro e se sentiram prejudicados, foi formada uma comissão, que logo após a reunião se dirigiu a Casa Civil do Governo do Estado, com o intuito de reforçar a reivindicação da direção da Federação, para que o processo ocorrido recentemente, seja transparente e democrático de fato.

De acordo com o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, esta luta que já vem sendo travada desde a divulgação do resultado da avaliação de certificação dos possíveis candidatos a direção da Rede Estadual, se consolidou com a união dos trabalhadores e com a pressão no Governo do Estado. “Nossas conquistas são fruto de um trabalho sério da direção da FETEMS e da união da nossa categoria, tanto é que, mais uma vez, mudamos os rumos que haviam sido tomados pela Secretaria de Educação do Estado e conseguimos que os candidatos tenham acesso a prova dissertativa, ao cartão de resposta da objetiva e que hajam mais dias para entrar com um novo recurso”, ressalta. 

Para a vice-presidenta da FETEMS, Sueli Veiga Melo, o acesso as respostas e aos valores das questões é a premissa do processo transparente. “Não podíamos ficar de braços cruzados assistindo a SED fazer um processo meritocrático e sem nenhuma transparência, portanto reunimos os trabalhadores em educação, deliberamos essa reunião na Casa Civil, pressionamos, debatemos e conseguimos garantir o direito dos que se sentiram prejudicados”, afirma. 

A comissão, montada na reunião da FETEMS, foi formada pelo presidente da entidade, Roberto Botareli, pela vice-presidenta, Sueli Veiga, o assessor jurídico, Ronaldo Franco e três diretores de escola e um candidato aprovado na avaliação de competências básicas dos dirigentes escolares da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul. Na Casa Civil eles foram recebidos pelo assessor legislativo da Casa Civil, Felipe de Matos.


Entenda melhor o que ficou definido: 

• As provas dissertativas e o cartão de resposta da objetiva serão disponibilizados, conforme solicitação dos candidatos, a Comissão Escolar. 
• Haverá novo prazo para se entrar com recurso. Quem se sentir prejudicado por conta da decisão de acesso a prova e já entrou com recurso nos dias 5 e 6 (prazo anterior), poderá entrar com um novo e anular o anterior. 
• Os prazos para o novo recurso ainda serão divulgados, pois a reunião aconteceu nesta segunda-feira e a SED necessita de um tempo para se organizar. Provavelmente isso ocorrerá ainda nesta semana. 

Outras deliberações

A FETEMS também reivindicou ao Governo do Estado que as quatro questões dissertativas possuam pesos iguais, pois no edital da certificação, em momento algum, há citação de notas diferentes para cada uma delas. Na reunião da Casa Civil ficou definido que o poder público irá avaliar a proposta e até o fim desta terça-feira (10) se posicionará a respeito.  


Média: Após luta da FETEMS candidatos terão acesso a prova e poderão entrar com novo recurso     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Educação

0 Comentários