26/01/2017 09h39 - Atualizado em 26/01/2017 09h39

Amistoso rende cerca de R$ 5 milhões à Chapecoense

Silvio Barsetti

Imagens: Getty Images

Emoção à parte, pela homenagem às vítimas do acidente com o voo da Chape, em 29 de novembro, o amistoso da noite de quarta (25) entre Brasil e Colômbia rendeu ao clube catarinense em torno de R$ 5 milhões. Isso porque a TV Globo, em parceria com 13 dos seus patrocinadores, abriu mão do dinheiro pela transmissão da partida, em torno de R$ 3,8 milhões, quantia destinada à Chape. 

 

Como a renda, na bilheteria, passou de R$ 1,2 milhão e seria toda revertida para o clube, restaria ainda o arrecadado com os ingressos solidários – uma ideia da CBF de vender bilhetes virtuais para quem quisesse ajudar a família das vítimas do desastre sem ir ao Engenhão, no Rio. O acréscimo, na soma geral, em razão dessa iniciativa não alteraria muito os números finais.

 

A Chapecoense vai dividir todos esses valores entre os familiares das vítimas do acidente que tinham relação direta com o clube – atletas, integrantes da comissão técnica e dirigentes. Sua diretoria tem promovido reuniões sistemáticas com parentes dos que morreram na queda do avião para discutir a melhor maneira de atender cada demanda – divisão dos valores de eventos beneficentes, salários e premiações pendentes e indenizações.

 

“Nosso lema é a correção e seremos corretos com todos. Estamos fazendo isso com respeito e muita dignidade e não se trata de nenhum favor, é a nossa obrigação”, disse o presidente da Chapecoense, Plínio David de Nês Filho, o Maninho, durante o jogo em que o Brasil derrotou a Colômbia por 1 a 0.

 

 


Média: Amistoso rende cerca de R$ 5 milhões à Chapecoense     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Esportes

0 Comentários