05/03/2015 11h35

Mercado Imobiliário dos Estado Unidos atrai brasileiro graças a preços competitivos

Em Campo Grande, Florida Expo Brazil facilita acesso de interessados em adquirir imóveis no Sunshine State

  • Exemplo12

 Com preços competitivos, o mercado imobiliário norte-americano tem chamado a atenção do público brasileiro. Ter uma casa de veraneio na Flórida, em cidades como Miami, Orlando e Fort Lauderdale, tornou-se sonho acessível para quem está disposto a investir no exterior.

Para facilitar o acesso a imóveis de alta qualidade próximos às principais regiões do Sunshine State – como é conhecida a Flórida, o Estado do Sol – a Premier Realty Team e a Perez Inteligência Imobiliária oferecem ao público de Campo Grande a primeira Internacional Florida Expo Brazil, que acontece em 5 de março, a partir das 17h, no Grand Park Hotel – Avenida Afonso Pena, 5282.

Motivos para investir em imóveis nos Estados Unidos não faltam: segurança, variedade de serviços, preços acessíveis, belas paisagens, clima agradável. De acordo com a pesquisa realizada pela Profile of International Home Buyers in Florida, mais de 250 mil brasileiros já possuem moradia no estado norte-americano. No ano passado, houve aumento de 30% na compra de residências na região. 

Investir em imóveis na Flórida tem se mostrado uma oportunidade que oferece aos compradores uma relação de custo e benefício interessante. O custo por metro quadrado em Miami, por exemplo, é inferior ao das principais cidades litorâneas brasileiras, assim como a carga tributária que também é menor. Mesmo tendo de se levar em conta custos de manutenção e de passagens, quem opta por uma aquisição em cidades norte-americanas não têm motivos para se arrepender.

“A Flórida se recuperou muito bem da crise imobiliária de 2007 e continua oferecendo preços que atraem os compradores brasileiros. Hoje é o melhor estado dos EUA para quem busca qualidade de vida aliada a alta rentabilidade e valorização”, explica a brasileira radicada nos Estados Unidos, Leila White, da Premier Reality. Segundo ela, a Florida Expo Brazil trará a Campo Grande opções de compra de uma das maiores construtoras norte-americanas, a Related Group. “Serão oferecidos projetos em pré-construção na planta.

A empresa é reconhecida pelo sucesso em construção de prédios de luxo em todo país”, arremata Leila.

 
INVESTIMENTO
 
A compra de imóveis nos Estados Unidos não oferece grandes complicações, especialmente quando o pagamento é feito à vista. Nesses casos, é necessário comprovar a existência do valor do imóvel e contar com um visto válido de qualquer tipo (turismo, estudo ou trabalho). 
 
Quando a opção escolhida é o financiamento, os bancos americanos costumam oferecer crédito de 60% a 70% do valor do imóvel. Basta apresentar a documentação solicitada e aguardar a aprovação. As taxas de juros não superam 6% ao ano e os financiamentos podem ter duração de até 30 anos.
 
Os imóveis comprados no exterior devem ser declarados à Receita Federal, por meio do Imposto de Renda, e ao Banco Central, na declaração de Capitais Brasileiros no Exterior. De acordo com Renato Perez, da Perez Inteligência Imobiliária,  todas essas questões serão explicadas durante as apresentações na Florida Expo Brazil e os interessados em realizar investimentos contarão com os serviços de advogados especializados, que também esclarecerão pontos como a tributação das compras e dos trâmites legais para locação, etc.
 
FLEXIBILIDADE
 
Uma questão que pode preocupar quem tem interesse nesse tipo de aquisição é a obtenção do visto para os Estados Unidos. O documento emitido é por uma embaixada ou consulado norte-americano e dá direito de solicitar entrada no país. O mais comum é obter um visto temporário na modalidade de turismo, mas existem outras possibilidades como o visto de 
estudo ou trabalho. “O prazo de duração de um visto pode chegar a dez anos, designando prazos variáveis de permanência. O importante é que o país se tornou mais receptivo nos últimos anos”, ressalta Renato.
 
A flexibilidade e a agilidade nas regras de ocupação e desocupação de imóveis nos Estados Unidos permite alternar o uso da propriedade sem grande burocracia. “O proprietário pode alugar a residência parte do ano. Existem empresas especializadas nesse trâmite, basta notificá-las com antecedência de 60 a 90 dias e elas realizam a desocupação da casa”, 
esclarece. Além de ser uma fonte de renda, o aluguel pode amenizar os custos de manutenção do imóvel. 
 
FLORIDA EXPO BRAZIL
 
A compra de um imóvel nos Estados Unidos atende ao perfil de diferentes compradores brasileiros. Há quem veja a oportunidade como uma maneira de investir para ter lucros com  aluguel, mas também existem os interessados em ter um local para passar férias. O terceiro grupo é formado por quem deseja deixar o Brasil. “Para nós, em Campo Grande, ainda é um pouco incerto o perfil do comprador por se tratar da primeira experiência. Mas temos certeza de que haverá opções para todos os interessados”, ressalta Renato.
 
Segundo ele, o diferencial da exposição é oferecer ao público produtos variados em condomínios verticais. “Embora seja um investimento que exija bom poder aquisitivo, procuramos diversificar a faixa de preços e de tamanho dos apartamentos. A localização dos imóveis também é variada, mas sempre levamos em consideração a proximidade às praias”, esclarece.
 
Durante o evento, corretores e profissionais especializados em áreas como tributação internacional e imigração estarão presentes para sanar possíveis dúvidas de clientes.
 
Escolher este momento para a realização da Florida Expo Brazil não foi mero acaso. Como demonstram as estatísticas, o brasileiro está interessado em investir fora do país. “Os motivos são variados, mas estamos oferecendo ao público da cidade a oportunidade de fazer parte desta tendência”, comenta Renato. Ele lembra que Miami é uma cidade cosmopolita, perfeita 
para a instalação de empresas que querem se inserir em um cenário global. “É uma cidade de 
oportunidades”, conclui.

 


Média: Mercado Imobiliário dos Estado Unidos atrai brasileiro graças a preços competitivos     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Mundo

0 Comentários