29/08/2017 12h57

Operação Antívirus do GAECO prende Ary Rigo, ex-presidente da Assembleia

Gesiane Medeiros

Imagens: Reprodução

 A informação de que Ary Rigo, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado e ex-deputado estadual, foi preso em cumprimento de mandado na operação Antivírus, deflagrada na manhã desta terça-feira (29), que investiga contratos de empresas privadas junto ao Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), terminou vazando para imprensa e já é veiculada em sites da capital.

 

Conforme noticiado pelo site O Jacaré, da capital, Rigo foi preso em casa, no Residencial Alphaville e seu advogado, afirmou que empresas do político não tem contratos com o órgão investigado.

 

Rigo é um dos políticos mais influentes de MS, foi responsável pela modernização do Estado desde 1999 e desempenhou funções importantes como a de primeiro secretário e presidente da Assembleia Legislativa. Em 2010, quando o político não conseguiu se reeleger como deputado estadual, vazou um vídeo em que ele denunciava o esquema de mensalão nos três poderes estaduais.

Sobre a operação

A operação Antivírus foi deflagrada na manhã desta terça-feira (29), na sede no Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), residências e empresas de Campo Grande, e tem por objetivo investigar contratos de informática firmados entre empresas privadas e o órgão público.

Segundo assessoria de imprensa do GAECO/MS (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), responsável pela ação, a equipe tem por finalidade cumprir nove mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária e 29 mandados de busca e apreensão.

Na Operação Antivírus, são investigados os crimes de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O GAECO informou ainda que demais informações oficiais só serão divulgadas após o termino da operação. 


Média: Operação Antívirus do GAECO prende Ary Rigo, ex-presidente da Assembleia     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Política

0 Comentários