30/01/2017 22h36 - Atualizado em 31/01/2017 22h36

Praça das Américas é o novo ponto de encontro da cidade

Victor Currales

Imagens: Mateus Alfredo

As praças sempre estiveram presentes na história das maiorias das cidades do Brasil e a Praça das Américas em Rio Verde de Mato Grosso-MS, também guarda histórias e acontecimentos da vida pública e privada, mundana, profana política e social do município.

 

Apesar dos bons tempos que durou até a meados do século XX, elas sofreram a concorrência de outras opções de lazer e da tecnologia, foram ignoradas, abandonadas, mas nunca perderam a sua importância: espaços amplos, arejados, salubres e favoráveis ao encontro, à sociabilidade, descanso, namoro, ócio, ao entretenimento de crianças e adultos. Hoje, a despeito da violência urbana, a população “redescobre” seus encantos.

 

A Praça das América, já passou por várias intervenções, e antes de tudo foi o primeiro campo de futebol da cidade, teve um coreto e hoje abriga um monumento que é um dos cartões postais da cidade. O local sempre foi palco das principais manifestações culturais e sociais do município.

 

 

Hoje a cidade possui várias Praças, como a Praça da Matriz (Irene Striquer), Pedro Marchezan, do Chão Batido, do centro aos bairros a maior parte delas passaram por reformas em uma das gestões do atual prefeito Mario Kruger (PSC), e por intermédio de Parcerias Público Privada (PPP).

 

Algumas são dotadas de bibliotecas, parques infantis, pista de caminhadas e outras com quadras esportivas, mesas fixas com jogos de damas ou xadrez, que vem contribuindo para a ampliação dessas áreas e o “reencontro” da população com esses logradouros públicos.

 

Mesmo assim, quem passa a tarde pela Praça das Américas no coração da cidade de Rio Verde de Mato Grosso, talvez não tenha ainda percebido que ali há hoje uma espécie de oásis pulsando forte contra a violência urbana que tem expulsado a população das praças.

 

 

A Praça das Américas, passou a ser um ponto de encontro das famílias da cidade quem visita ou frequentam a praça como não acontecia há algum tempo sentem que hoje ela está diferente existe ali uma sensação de bem estar.

 

Hoje muitas crianças são levadas pelos seus pais para brincarem no parquinho da praça enquanto saboreia um delicioso tereré, jovens se divertem jogando basquete ou praticando skate, em outro canto podemos ver uma alegre roda de capoeira e o inconfundível acorde do berimbau, grupos também se divertem jogando truco, tradicional jogo de baralho, enfim a praça é o novo ponto de encontro das famílias de Rio Verde, a praça é do povo.

 

Para o jovem Pedro Ribeiro, de 16 anos, praticante de basquete e frequentador assíduo da praça, ela representa um espaço de encontro de diversão com os amigos, lugar de treinamento da equipe e até mesmo uma referência turística.

 

Já o jovem empresário e praticante de skate, Marnen Franceschini, ressalta que a Praça das Américas hoje é praticamente uma vitrine já que dá visibilidade e populariza o esporte na cidade que até então era pouco praticado.

 

 

“A tendência do esporte em Rio Verde é só crescer, como a gente pratica o esporte no Street que é o skate de rua, por isso a pista está sendo construído pela atual administração será mais um espaço para os skatistas. A pista nova já está chamando atenção de atletas de outros municípios que estão assim como nós ansiosos para que esse projeto esteja finalizado o mais breve possível”, conclui Marnen que confessa que todos os espaços urbanos como a Praça das Américas são ótimos para a prática do skate de rua. 

 

Para o prefeito Mario Kruger, a retomada das praças pela população como centro de encontro, do bate papo, da contemplação que as novas posturas sociais como o trabalho, o horário nos tiraram, faz com que essas atitudes e novos hábitos exijam novos espaços públicos como esse com adequação e estrutura para isso.


Média: Praça das Américas é o novo ponto de encontro da cidade     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Rio Verde de Mato Grosso

0 Comentários