07/11/2017 15h43 - Atualizado em 07/11/2017 15h43

Almir Sater fecha Semana da Valorização da Cultura Pantaneira em Rio Verde de Mato Grosso-MS

Victor Currales

Imagens: Reprodução

Roda de tereré, toques de berrante, presença de comitivas pantaneiras, rodas de viola e uma vasta programação e apresentações culturais do Ponto de Cultura são as atrações que a Semana de Valorização da Cultura Pantaneira que iniciou no dia 05 e vai até o dia 14 de novembro de 2017 promete em Rio verde de Mato Grosso-MS.

 

O evento, além de celebrar o dia do homem pantaneiro, quatro de outubro, visa incentivar, promover e divulgar a cultura pantaneira e também mostrar o potencial turístico do município de Rio Verde de Mato Grosso, tendo o Pantanal como um de seus melhores destinos obrigatórios.

 

Também durante esta semana, como o município de Rio Verde de Mato Grosso já tem aprovado o seu Plano Municipal de Cultura, sediará a OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE CULTURA, com a participação dos municípios Alcinópolis, Camapuã, Coxim, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste, Sonora, Corguinho, Rio Negro e Rochedo.

 

Além da tradicional Cabeça de Boi Assada, haverá apresentações culturais elaboradas pelas escolas municipais e a grande novidade deste ano será o Cortejo Musical que seguirá pelas principais ruas e avenidas do município cantando as músicas que nos remetem à cultura e tradições pantaneiras numa realização do Ponto de Cultura Centro de tradições Pantaneira e a Escola de Música Som do Pantanal, culminando com o Encontro da Tarde Pantaneira na Praça das Américas, onde estarão as barracas com os trabalhos elaborados pelas escolas municipais focando também a celebração dos 40 anos da fundação do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

A Semana da Valorização da Cultura Pantaneira, segundo a Assessora Especial de Cultura do município, Iria Maciak, é uma síntese dos elementos que fazem parte do dia-a-dia do homem no Pantanal reunidos em um único espaço com objetivo de festejar e valorizar a vida pantaneira, mantendo e preservar a genuína cultura local. A importância de valorizar e divulgar a cultura pantaneira, oportuniza conhecermos e entendermos as raízes que nos ligam ao mundo e nos fazem ser o que somos, identificar aquilo que é essencial em nossa alma, revelar nossa identidade e nos apresentar ao mundo do jeito que somos, proporcionando integração e fortalecimento da identidade do homem pantaneiro, reforçando a cidade também como destino turístico e a produção pecuária local.

 

“O que a atual gestão por intermédio da Assessoria Especial de Cultura faz é valorizar a cultura pantaneira já que em cada lugar do Brasil as pessoas se orgulham de suas tradições, suas culturas e do seu passado, nós, com este evento reconhecemos na cultura e no homem pantaneiro, os seus valores e costumes que tanto contribuíram para o desenvolvimento cultural do município e Mato Grosso do Sul”, esclarece Iria Maciak.

 

Atrações

 

Além das várias apresentações culturais locais sob responsabilidade das escolas municipais, do Ponto de Cultura Centro de tradições Pantaneira, da Escola de Música Som do Pantanal, no dia 14 de novembro no encerramento da festa na Praça das Américas haverá uma pra de alimentação com barracas de comidas típicas haverá o show de nível nacional com o Almir Sater, o homem do Trem do Pantanal.

 

A Semana de Valorização da Cultura Pantaneira é uma realização da Prefeitura Municipal de Rio Verde-MS, por intermédio da Assessoria Especial de Cultura, com apoio do Governo do Estado por meio da Sectei- Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, da Assessoria Especial de Turismo de Rio Verde, ACERV, Comunidade Kolping e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.       


Média: Almir Sater fecha Semana da Valorização da Cultura Pantaneira em Rio Verde de Mato Grosso-MS     5,0 estrelas      
Vote nesta matéria


Leia mais notícias de Rio Verde de Mato Grosso

0 Comentários