RJ: Governo autoriza final da Libertadores com 10% de público

| VICTOR CURRALES


Estádio Jornalista Mário Filho o “Maracanã” – Foto: Reprodução

O Governo do Estado do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (22) um decreto que autoriza a partida entre Santos e Palmeiras pela final da Copa Libertadores no Maracanã, no próximo dia 30 de janeiro, com 10% de público não pagante.

O documento permite a presença de pessoas devidamente credenciadas pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), além de “integrantes de coordenação, realização, segurança e patrocínio do evento e das entidades esportivas participantes”.

Vale lembrar que cada clube finalista tem uma cota de convidados, e a própria Confederação também costuma levar pessoas ligadas aos seus patrocinadores.

Como a capacidade oficial do Maracanã é de 78 mil pessoas, serão permitidos até 7,8 mil presentes no estádio no dia da finalíssima.

Além disso, o decreto define o cumprimento de medidas contra o novo coronavírus definidas pelo Protocolo de Operações da Conmebol, como uso obrigatório de máscaras e aferição de temperatura de todos os credenciados para acesso ao Maracanã. 

Os presentes também precisam apresentar teste RT-PCR com resultado negativo para a covid-19. O exame deve ser feito com no máximo cinco dias de antecedência.

A decisão foi tomada oito dias após o prefeito do Rio, Eduardo Paes, revogar a liberação de estádios e ginásios esportivos com 10% de público. A medida havia sido publicada no Diário Oficial no último dia 13. A justificativa foi de impossibilidade de fiscalização.

Arte: Reprodução

Santos e Palmeiras receberam 150 convites cada. Entre os convidados do Santos, a divisão será: 45 entre os familiares de jogadores e comissão técnica; 30 para o Comitê de Gestão; 30 para o Conselho Deliberativo; 15 para autoridades e patrocinadores; 25 para sócios; e cinco entre os funcionários do clube.

A final da libertadores será no dia 30 de janeiro, às 17h (de Brasília)

Procurada por e-mail, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) ainda não se manifestou sobre a decisão do governo estadual.
 

Fonte:  R7


Apoie o jornalismo independente.

É fundamental para São Gabriel do Oeste, para a região e todo o Mato Grosso do Sul.

Assine o Gabrielense e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Você irá receber também o nosso exemplar impresso com todas as notícias da cidade.

Um grande time de jornalistas, dando voz a sociedade em reportagens e vídeos com matérias de conteúdo próprio.

Entre em contado conosco e escolha o melhor pacote para você e sua empresa.

E-mail: victorcurrales@gmail.com

Telefone: (67) 9.9887-3066